Shavar Jeffries prepara regresso

    955

    jeffries

    As eleições para Mayor de Newark serão em 2018, mas o aumento de criminalidade aumenta também as movimentações de bastidores e lança os dados naquela que, será ao que tudo indica, mais uma grande batalha pelo assento na Broad Street a lembrar antigos confrontos que opuseram Sharpe James e Cory Booker.

    Shavar Jeffries, o candidato derrotado em 2014 que foi explicitamente apoiado por três dos actuais vereadores, Augusto Amador, Aníbal Ramos e Carlos Gonzalez tem lançado nos últimos dias duras críticas à política seguida pelo actual Mayor Ras Baraka, através das redes sociais, referindo mesmo que, “manifestações, concertos e reuniões não reduzem o aumento de criminalidade”, defendendo “a criação de oportunidades para jovens e o desmantelamento de gangs como factores chaves na estratégia a seguir no combate ao crime”, criticando a estratégia de Baraka referindo que “a mesma aparenta ser uma promoção de concertos e eventos pessoais em vez de efectiva prevenção do crime”.

    Depois desta intervenção, o Luso Americano saiu à rua e falou com analistas políticos que referiram que Shavar está a planear a sua estratégia envolvendo-se desde cedo em matérias vitais para os residentes da cidade como o crime, recordando que uma das causas apontadas ao seu falhanço em 2014 foi a falta de tacto para questões fundamentais como segurança pública e a sua imagem pouco conhecida.

    Recorde-se ainda que Shavar marcou presença em várias reuniões nos últimos meses que aconteceram na cidade e deixou-se mesmo fotografar junto aos vereadores que o apoiaram em 2014, conjuntamente com Luís Quintana, o vereador geral e antigo Mayor, considerada uma figura imprevisível e fundamental no próximo mosaico político.

    Outro dos analistas políticos referiu que Shavar necessita de um nome forte no Bairro Sul, Bairro que tecnicamente determinou a sua derrota em 2014. Contudo, o nome de John Sharpe James, o actual vereador também será uma peça importante, uma vez que são conhecidas as suas aspirações políticas e o peso do nome que acarreta e uma possível candidatura a Mayor em 2018 poderá fragilizar Ras Baraka.

    A segurança pública na cidade é um tópico fundamental e a três anos das eleições de 2018 Newark sente já os jogos de bastidores a prometerem uma longa e dura batalha para assumir os corredores do poder.

    Shavar tem algum apoio em vários sectores da cidade e, segundo alguns dos seus colaboradores mais próximos, “nunca deixou de pensar na autarquia de Newark”.