Senador Lesniak quer aumentar gasolina 24 cêntimos por galão em New Jersey

    886

    Lesniak 2

    A proposta de Raymond Lesniak para aumentar o imposto estatal sobre a gasolina prevê um aumento inicial de 15 cêntimos em três anos até aos 24 cêntimos ao longo de seis anos.

    Insistindo que o estado de New Jersey deve tratar imediatamente das suas infra-estruturas decadentes, o senador estadual Raymond Lesniak (D-Union) propôs um aumento de 24 cêntimos para financiar o decadente Fundo Fiduciário dos transportes , uma conta abastecida pelos impostos sobre os combustíveis que, por sua vez os aplica na construção e reparação de estradas e pontes no estado.

    “Olhei para os números e decidi que temos mesmo que aumentar o imposto sobre a gasolina para resolver o problema de um bilião de dólares a aplicar em trabalhos urgentes nas estradas do estado. Serão 5 cêntimos por ano nos próximos 3 anos e depois mais nove cêntimos nos três anos seguintes,” disse.

    A proposta de Lesniak de aumentar o imposto sobre a gasolina irá custar aos motoristas mais 75 cêntimos em cada 16 litros de combustível para cerca de $2.25 por tanque após os três anos.

    Lesniak refere que o projecto de lei será sancionado pela Comissão de Transportes do Senado, presidida pelo senador Nicolau Sacco (D-Hudson). Às vezes chamado de terceiro trilho da política de New Jersey, o imposto do estado de 14,5 centavos de dólar por galão de gasolina nas bombas é o segundo menor do país, depois do Alasca, e não é alterada desde 1992.

    Funcionários eleitos republicanos, liderados pelo governador Chris Christie, tendem a opor-se a um aumento de impostos sobre o combustível.

    Mas agora, com a existência de milhares de buracos nas estradas após o inverno do ano passado as condições das estradas atingiu um limite, segundo Lesniak.

    O Presidente da Assembleia Vicente Prieto (D-Hudson), manifestou o desejo de apoiar a proposta de Lesniak, e até mesmo a Câmara de Comércio de New Jersey, geralmente avessa a impostos, aceita o projecto afirmando que o mesmo não impede o crescimento económico.

    “Ninguém quer aumentar os impostos”, disse Lesniak. “Mas é absolutamente necessário.”