WASHINGTON, NJ | Mais de quatro centenas de pessoas na peregrinação ao Santuário do Apostolado de Fátima

    1149

    Peregrinação a Fátima 2014

    O número de peregrinos foi de 370, os voluntários foram cerca de 60, o que significa que a peregrinação anual ao Santuário do Apostolado de Fátima em Washington (NJ) levada a efeito no passado fim-de-semana foi a maior de sempre.

    O Luso-Americano acompanhou o grupo a par e passo durante todo o percurso, e embora esta não tivesse sido a primeira vez (foi a terceira) pode dizer-se que foi uma experiência bastante enriquecedora e que melhor permitiu observar em pormenor tanto a eficiência da organização como o quanto o poder da fé pode interferir na vida das pessoas levando-as mesmo a sacrifícios. Diga-se, contudo, que conforme podemos constatar há outros factores que atraem cada vez mais pessoas, nomeadamente jovens, a esta peregrinação, como seja a curiosidade ou a oportunidade, que também partilhámos, de novos contactos e interpretar conceitos que por vezes nos transcendem.

    Como é habitual a concentração dos peregrinos teve lugar no sábado junto à Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Elizabeth, onde pelas 8 horas da manhã foi celebrada uma Missa pelo Padre Nuno, que desejou uma boa caminhada às centenas de pessoas que iam iniciar a longa caminhada até ao Santuário.

    O percurso também foi o habitual: partida de Elizabeth na manhã de sábado, chegada a Morristown na tarde do mesmo para pernoitar, partida na manhã seguinte, domingo, rumo a Port Murray, e daqui no outro dia, segunda-feira, até ao Santuário. Cerca de 58 milhas a percorrer num percurso na sua maioria plano mas também com subidas e descidas no aproximar da segunda etapa, o que mais afecta os caminhantes.

    A peregrinação termina com a participação na procissão e Missa no Santuário.

    Para além da forte chuvada na chegada a Morristown, o tempo esteve favorável embora quente no domingo, levando a que o rio junto ao acampamento em Penwell Mills tivesse servido de local para refrescar e também fazer esquecer o cansaço e curar as inevitáveis mazelas. E como alguém dizia, a entrada no Santuário cura tudo.

    (Mais pormenores na edição de sexta-feira, 30 de Maio de 2014)