Voz dos encarregados de educação chegou a Trenton através de petição que estipula referendo antes de encerramento de escolas

902

PARENTS AGAINST nEWARK 2

A luta dos encarregados de educação de Newark contra o plano de reorganização escolar “One Newark Program”, idealizado pela superintendente Cami Anderson, chegou na passada quinta-feira aos corredores de Trenton.
A organização “Parents against One Newark” entregou uma petição com cerca de três mil assinaturas requerendo que antes de encerrar qualquer escola, os eleitores devem pronunciar-se através do voto. Isto vem na sequência da Assembleia Legislativa ter proposto uma lei que prevê uma aprovação a nível local antes que qualquer escola possa ser encerrada no estado Jardim. O senador Ronald Rice apresentou a proposta que é coadjuvada na Assembleia pela legisladora Bonnie Watson-Coleman. A senadora Tereza Ruiz foi uma das vozes que apoiou a proposta referindo, “os encarregados de educação reconhecem a necessidade de uma mudança, mas querem ser parte da solução”.
O Luso-americano Frankie Adão foi uma das vozes nos corredores de Trenton e referiu ao LA “Hoje as nossas vozes foram ouvidas. Queremos agradecer aos senadores e legisladores que apoiaram a nossa petição e apresentaram a proposta “Public School Closure Act”. Hoje demos o primeiro passo num longo processo na luta a favor dos direitos das nossas crianças, com o apoio dos membros da legislatura como o senador Rice, e queremos que Newark volte a ter o controlo sobre as suas escolas. Durante 20 anos o estado não conseguiu resultados e agora chegou a hora de devolver as escolas aos cidadãos de Newark”. A concluir referiu “agora queremos que todos contactem os seus representantes políticos, entre eles a legisladora do nosso distrito, Eliana Pintor Marin, para que apoiem a nossa causa e o futuro das nossas crianças”.
A problemática das escolas de Newark está a levantar celeuma, num estado a ferro e fogo, com o governador no centro de polémicas sucessivas depois do já famigerado caso “Bridgegate”. A situação piorou depois de 5 directores escolares e um encarregado de educação terem sido suspensos depois de se pronunciarem contra sobre o programa defendido pela superintendente Cami Anderson.
No próximo dia 28, pelas 6 da tarde, realizar-se-á  a reunião do concelho escolar com organizações como “Parents against One Newark” a programarem uma presença massiva na mesma, de modo a que a sua mensagem seja ouvida por uma superintendente que  segundo a organização “teima em não acreditar na comunicação clara”.