Vice-presidente Joe Biden quer reforma imigratória rápida

    1182

    Biden

    O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está a fazer pressão pela reforma imigratória e aproveitou o Cinco de Mayo para exigir que republicanos da câmara votem no projecto-lei criado pelo senado americano. Biden defendeu que os 11 milhões de imigrantes indocumentados “já são cidadãos americanos”.

    “A mensagem é simples: não é preciso duplicar os nossos esforços, mas temos que duplicar as nossas exigências” para que o congresso vote no projecto-lei”, disse Biden, a um grupo de aproximadamente 100 hispânicos, incluindo membros do Hispanic Caucus no Congresso.

    A administração Obama tem sofrido pressão para acabar com as deportações, mas Biden afirma que o próximo passo tem que ser dado pelo porta-voz da câmara, John Boehner.

    “É hora de John Boehner agir, em conjunto com outros republicanos”, disse Biden, de acordo com o “Miami Herald”. “E não nós. Nós já nos posicionamos. É a vez dele agir e não deixar que uma minoria – e eu acho que é uma minoria – do partido republicano nos impeça de nos movermos de uma forma que irá mudar as vidas de milhões e milhões de pessoas”.

    Biden defendeu que passar a reforma da imigração será benéfico para a economia. “Para continuar os sonhos de todos os os americanos, temos que retirar 11 milhões de pessoas da sombra”, disse. “Não é só para beneficiar 11 milhões de pessoas, mas todo o país. O país precisa dessa injecção”.

    “Eles são americanos”, ele disse. “Podem não ser cidadãos, mas são americanos. Teddy Roosevelt, disse que o americanismo não é uma questão de local de nascimento ou credo ou descendência, é uma questão de princípios, idealismo e carácter. E eu reafirmo que esses 11 milhões de pessoas que estão trabalham duramente nos Estados Unidos, são americanos”