Vandalismo continua a “varrer” ruas do Ironbound em Newark

1572

DSC_4852

A semana passada, a loja “El Castillo” nas esquinas da Walnut Street com a Adams Street, no Ironbound, em Newark foi vítima de vários actos de violência que culminaram com a destruição de duas montras do referido estabelecimento. Sandra, a proprietária está alarmada com a onda de violência recente e solicita mais polícias para defender o património dos comerciantes e particulares no bairro leste. Segundo Sandra, do “El Castillo,” três homens com aparência hispânica entraram no estabelecimento a semana passada de madrugada e começaram de imediato a fazer distúrbios. Avisados para abandonar a loja os homens provocaram clientes que se encontravam no interior e começaram a arremessar objectos contra as montras da loja. Os proprietários chamaram a polícia avisando as autoridades que tinham visto facas ou punhais que os suspeitos por cautela esconderam no interior de um depósito de jornais na frente da loja. A polícia veio, apreendeu os punhais e pediu aos homens que abandonassem o local por não terem ainda cometido qualquer crime. Logo que a polícia abandonou o local, os mesmos individuos regressaram e continuaram a ameaçar pessoal e clientes criando uma atmosfera de intimidação enorme. Clientes e pessoal da loja procurou mesmo refúgio no fundo do estabelecimento quando os homens começaram a arremessar objectos contra as montras partindo duas das mesmas. “Foi um verdadeiro terror. Pareciam loucos e tivémos medo que nos matassem, “disse Sandra, ao Luso-Americano, visivelmente amedrontada. A polícia veio de novo e deteve o presumível autor dos actos violentos. O pessol do “El Castillo” receia agora que por vingança, os homens voltem de novo para lhes fazer mal. Este restaurante trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana e por isso mesmo, diz Sandra “é um garante de calma para a área por estar de porta aberta e com iluminação e movimento evitar assaltos e roubos de carros como acontecia no passado.”