United Soccer League entregou prémios no Sport Club Português

1122

IMG_2381

A equipa dos Traquinas, vencedores na divisão ‘Premier’

A United Soccer League, uma das organizações responsável pela organização de vários campeonatos de futebol amador em New Jersey, realizou, no passado sábado, a sua gala de encerramento da época e entrega de prémios referente à mesma no salão nobre do Sport Club Português, em Newark.
Mais de três centenas e meia de convivas participaram nesta verdadeira festa do futebol amador, que se realizou pela 35ª vez em 38 anos de existência da liga.
Durante o evento, que contou com a presença de Tony Bertuna, presidente da organização, de Avi Lazarovits, presidente do comité de conduta desportiva, e de Eric Carlson, o primeiro presidente da organização, entre outras individualidades, foi destacado o papel da organização no desenvolvimento do futebol amador e o papel preponderante da liga no desenvolvimento e apego ao jogo no estado de New Jersey.
Durante a entrega de prémios, foi distinguida a equipa dos Traquinas, brilhantes vencedores da divisão Premier.
A equipa, na sua maioria formada por jogadores luso-americanos, venceu brilhantemente o torneio, com 40 pontos referentes a 12 vitórias, 4 empates e somente duas derrotas.
Arménio Marta, director da equipa, referiu ao Luso-Americano: “Foi uma época excelente. Temos um grupo de jogadores que são como família, que amam o futebol e que jogam juntos há muitos anos. Com dedicação conseguimos vencer a competição.”
Por sua vez, Tony Bertuna, presidente da liga, referiu: “Esta liga tem uma visão única de unir aqueles que amam e sentem o desporto-rei. O nosso lema faz com que todos continuem a jogar independentemente da sua idade, pelo prazer de fazer algo que nos esta no sangue.”
Com 60 equipas, divididas em 6 divisões de 10 equipas cada, a United Soccer League inclui jogadores veteranos de mais de 40 anos, masculinos e femininos, além de um ‘sénior Team’ que inclui jogadores na casa dos setenta e oitenta anos, que continuam unidos no amor ao jogo.
A gala de entrega de prémios foi também um tributo às esposas, como referiu Tony Bertuna: “São elas que nos continuam a incentivar, mesmo sabendo que as manhãs de domingo são, na sua grande maioria, passadas longe da casa e do ambiente familiar, tudo por amor a este fenomenal desporto.”