UEFA considerou inadmissível queixa do Sporting sobre jogo com Schalke 04

    1023
    Schalke 04-Sporting

    Schalke 04-Sporting

    O Comité e Controlo Ética e Disciplina da UEFA considerou hoje inadmissível a queixa do Sporting contra a arbitragem do russo Sergei Karasev no jogo com o Schalke 04, da Liga dos Campeões de futebol.

    Um porta-voz da UEFA disse hoje que “o protesto apresentado pelo Sporting foi declarado inadmissível pelo Comité e Controlo Ética e Disciplina da UEFA”.

    Neste encontro da terceira jornada da “Champions”, disputado em Gelsenkirchen, em que o Sporting actuou com menos um jogador a partir dos 33 minutos, devido à expulsão de Maurício, os “leões” alegam que o segundo golo dos alemães foi precedido de fora de jogo e que o quarto, que garantiu a vitória à formação da casa já nos descontos, aconteceu na sequência de uma grande penalidade inexistente, como se vê nas imagens da transmissão televisiva.

    As imagens da partida mostram que, no lance da grande penalidade, a bola bateu na cara do defesa argentino Jonathan Silva e não na mão, como terá entendido a equipa de arbitragem liderada pelo russo Sergei Karasev.

    Através do seu sítio oficial na Internet, o Schalke 04 anunciou que o Sporting tinha pedido à UEFA a repetição do jogo entre as duas equipas, devido a erros da arbitragem, ou o pagamento do prémio relativo a um empate.