Se Clinton foi afectada pelos emails, as sondagens não se queixam muito

    982

    Clinton

    A questão de Hillary Clinton ter usado um endereço de email pessoal para tratar de assuntos críticos de trabalho, quando era Secretária de Estado, entre 2009 e 2013, pode ter afectado um pouco a sua imagem, mas as sondagens mais recentes indicam que a mulher do ex-presidente Clinton continua forte e à frente de todas as sondagens para a Presidência dos Estados Unidos em 2016.

    Toda a gente sabe que no seio dos democratas a questão dos emails quando o caso foi tornado público em Março, houve uma queda nas sondagens de 60% para 45%. Contudo, os analistas depressa dissiparam as dúvidas, quando realisticamente as eleições são em Novembro do próximo ano.

    Com o anúncio de que os republicanos poderão levar duas dezenas de candidatos às Primárias, o interesse em Hillary Clinton sobre. É que a divisão no seio dos GOP não oferece segurança ao eleitorado independente e isso, para quem vota à direita é complicado.

    Alguns estrategas políticos indicam mesmo que Hillary poderá chegar ao dia “D” com uma vantagem de 15 pontos percentuais face ao seu oponente republicano, seja ele qual for.

    Actualmente, cerca de 57% dos americanos dizem qpoiar incondicionalmente Hillary à Presidência, e só um grande escândalo poderá limitar os desejos da democrata na sua corrida à Casa Branca.

    A passagem de Clinton pela Secrataria de Estado foi positiva e inteligente, ao liderar alguns processos quentes da política americana. A partir do momento em que abandonou essas funções, Clinton praticamente desapareceu da polºitica continuando a alimentar a sua imagem através da presença em colóqios, seminários e outras iniciativas esporádicas. Os analistas gostam disso. Low Profile e muita imaginação em não se expôr muito à opinião pública. Deixou que os GOP fizessem os seus planos e agora, gradualmente, dá indicações que será candidata quando todos já sabiam que o era.