Robert Sherman confirmado embaixador dos Estados Unidos em Portugal

1735

sherman

Sherman foi confirmado como novo embaixador dos Estados Unidos em Portugal. Sherman sucede no cargo a Allan Katz, em Portugal desde o início de 2010 e que regressou aos Estados Unidos no final do verão passado. Licenciado em Direito pela Universidade de Boston, advogado, Robert Sherman é um dos fundadores do escritório de Boston da firma de advogados Greenberg Traurig, onde exerce desde 1999, e foi procurador-geral adjunto do estado do Massachusetts entre 1991 e 1993.

Sherman é também, desde Janeiro deste ano, membro do Conselho do Memorial do Holocausto, organismo que dirige o museu Memorial do Holocausto. Tal como os seus antecessores em Lisboa nos últimos 20 anos, Robert A. Sherman é um embaixador político e não um diplomata de carreira. Segundo o Washington Post, foi um importante angariador de fundos para a campanha para a reeleição de Barack Obama. A nomeação do novo embaixador foi esta semana aprovada pela comissão de Negócios Estrangeiros do Senado norte-americano, havendo agora necessidade de ser marcada uma audiência com o Presidente da República de Portugal para apresentação de credenciais.

Quando se candidatou à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama prometeu mudar a forma como as coisas eram feitas em Washington. No entanto, a tradição de nomear apoiantes e doadores para os principais postos diplomáticos no mundo não foi alterada. Daí a administração Obama ter indicou o nome de um veterano do Goldman Sachs para embaixador dos Estados Unidos no Canadá. De acordo com o Center for Public Integrity (CPI), Bruce Heyman angariou mais de 750 mil dólares para as campanhas do presidente norte-americano desde 2007. E porque é que isso é importante? Porque o novo embaixador ocupa o oitavo lugar de uma lista de 20 nomeações políticas da qual faz parte o futuro representante dos EUA em Lisboa, Robert A. Sherman. Ao todo, estes 20 homens angariaram mais de 13.8 milhões de dólares para as campanhas de Obama.

A maioria foi indicada para a União Europeia. Robert A. Sherman, um advogado de Boston, surge em 12º lugar nessa lista de doadores. Segundo o CPI, o futuro embaixador dos EUA em Portugal obteve, pelo menos 550 mil dólares, para as campanhas de Obama, sobretudo em 2012. Mais, por exemplo, do que os novos representantes diplomáticos em Espanha e na União Europeia.