PROVERBO prepara a sua Gala no Sport Club Português

    1210

    DSC_0174

    A Proverbo leva a efeito no próximo dia 18 de Outubro a sua Gala Anual e este ano convidou a artista Nucha para abrilhantar musicalmente a festa.

    A Proverbo possui no seu conjunto, um grupo muito expressivo de artistas plásticos, escritores e músicos, sendo actualmente o braço cultural do Sport Club Português, não escapando à designação de “melhor e mais completa organização cultural na costa leste dos Estados Unidos.”

    Luis Lourenço Ondina, Fátinha Soares, Eduardo Marques, William Marinho, Tarsísio Lopes, António Rendeiro, Carlos Anjos, Tó Zé Silva e Glória Melo são alguns dos nomes que ilustram a organização, sempre empenhada em divulgar o que de melhor se produz e realiza em termos culturais nas nossas comunidades.

    Segundo Glória de Melo, “a Proverbo é uma casa onde todos se sentem bem, constituindo uma base cultural de inestimável valor.” Sobre os artistas que a Proverbo apoia, Glória de Melo entende que existe muito talento nas comunidades. “As pessoas precisam de expressar os seus sentimentos culturais e artísticos sem receios, sem vergonha e sem preconceitos e a Proverbo existe para isso mesmo,” refere.

    Quanto à Gala Anual, a Proverbo tem primado, nos anos anteriores por organizar eventos diferentes onde existe uma atenção especial aos pormenores. “Nada é deixado ao acaso. Primamos pela diferença e sendo uma casas de artistas não faria sentido se a aparência não fosse um figurino especial,” diz.

    “A decoração do palco é um trabalho conjunto que nunca passa sem o talento dos artistas plásticos e este ano vai acolher a Nucha uma artista que Portugal se habituou a gostar e que vai ser um grande sucesso, concerteza.”

    Entretanto o Luso-Americano já contactou Nucha que promete uma noite diferente. “Estive em Newark por ocasião do Dia de Portugal em 2013 e fui muito bem recebida. Na verdade fiquei com vontade de voltar e o convite foi feito e não hesitei. Penso que ainda ficou alguma coisa para mostrar a New Jersey e a Gala da Proverbo é o timming perfeito para um concerto memorável,” refere a cantora.

    A Proverbo orgulha-se ainda da sua Tuna, formada há dois anos e que transmite a poesia e música popular portuguesa no palco. Vestem capa e batina e têm ritmo, alegria e versatibilidade nos temas que interpretam.

    As obras editadas pela Proverbo são na verdade o testemunho vivo de todo um trabalho pleno de vontade e talento. Entre os livros editados contam-se “Ferry Street” que já vai na sua segunda edição e que aglomera a visão dos diferentes artistas sobre principal artéria do Bairro Leste.

    Este ano os homenageados são: William Marinho, Tó Zé Silva e Tarsísio Lopes.

    Tarsísio Lopes nasceu em Fafe e veio para os Estados Unidos em 1969. Formou-se no Purchase College em NY e mais tarde adquiriru o mestrado no Mercy College na Universidade de Long Island.

    William James Marinho nasceu em Amarante e tem uma filha, Octávia. Pertence à Proverbo desde 2012 tendo publicado o livro “Retalhos da Vida.”