Professores e encarregados de educação continuam a luta contra o One Newark Program

2018

IMG_2433

Na passada quinta-feira decorreu no Club España mais uma reunião patrocinada pela Teacher and Parents Association of the Ironbound, tendo por pano de fundo as reformas apresentadas pela superintendente escolar Cami Anderson e que estão a levantar celeuma. Na reunião, os organizadores apelaram para a presença maciça dos encarregados de educação na reunião do conselho escolar de Newark. A nova reforma educativa, que é patrocinada pelo governador de New Jersey Chris Christie, prevê o encerramento de várias escolas e o reajustamento dos alunos pelas escolas da cidade, facto que está a levantar bastante celeuma no seio de professores e encarregados de educação. A situação levou já o assunto a Trenton, onde a organização Parents Against One Newark apresentou uma petição para que reformas educacionais desta natureza, que incluem o encerramento de escolas, sejam primeiro apresentadas em referendo antes de serem implementadas. A classe política na cidade começou também a expressar-se sobre o assunto, depois de Ras Baraka ter manifestado o seu desacordo com o projecto. Foi a vez de Aníbal Ramos, também ele vereador e candidato à presidência da autarquia, ter manifestado a sua preocupação. O vereador Augusto Amador apresentou também uma moção no conselho municipal, expressando-se contra a projecto referindo “estar de acordo com reformas que visem melhores condições de estudo, uma mais activa participação dos encarregados de educação e uma melhor distribuição de fundos. Referiu-se ainda a Cami Anderson “como uma pessoa que tem ignorado o Conselho Municipal, que se tem furtado ao diálogo, e como tal não poderemos estar de acordo com esta situação”. O conselho escolar de Newark estava previsto reunir ontem, e à hora do fecho desta edição ainda não eram conhecidos os contornos da reunião, que deveria contar com a presença maciça de encarregados de educação de toda a cidade preocupados com o estado da educação na cidade.