Português morto a tiro na Walnut Street em Newark

    1191

    Sousa

    Agostinho Sousa foi a mais recente vitima do crime no Ironbound.

    O português de 41 anos de idade residia nos Estados Unidos há quatro anos e era natural do Norte de Portugal. Trabalhador da construção, Agostinho Sousa deixa um irmão e uma irmã também residentes na cidade e compartilhava o apartamento com outra pessoa nas imediações do 165 da Walnut Street, no coração do bairro Português. “Trabalhava sete dias da semana, veio para os Estados Unidos para ter uma melhor vida, era uma óptima pessoa e não entendo porque isto aconteceu”, referiu com a voz embargada Nelson Sousa, o irmão que incrédulo continuava a não acreditar na força que o destino tinha reservado para a família Sousa.

    O crime ocorreu pouco antes das 7 da manhã quando a vítima se dirigia para o Café Arcuense, onde normalmente tomava o pequeno almoço. Segundo dados avançados no local, não confirmados pela polícia, uma tentativa de furto de um telemóvel esteve na origem do horrível crime que deixa a comunidade de luto.

    Ainda segundo dados avançados no local, as autoridades policias chegaram ao local pouco depois do crime, a ambulância chegou sensivelmente 10 minutos depois. Residentes no local referiram que essa demora foi maior referindo mesmo que o cadáver do malogrado Agostinho ainda apresentava sinais de vida. O luso- americano contactou as autoridades para confirmar a chegada ao local da ambulância mas o registo da ocorrência ainda não foi tornado público.

    O Luso-Americano contactou o departamento policial da cidade que referiu que o crime continua sob investigação. O capitão da esquadra da Market Street reside inclusivamente na área onde ocorreu o crime e não está posta de parte a realização de uma reunião comunitária na área para debater a onda de criminalidade que se abate sobre o bairro.

    A comunidade essa está apreensiva e está já a organizar uma marcha contra o crime cuja data será divulgada em breve.

    O vereador Amador marcou uma sessão no Sport Club Português na próxima 2ª feira, dia 3, à qual devem assistir todos os que se preocupam com o crime na área. “A comunidade está apreensiva e preocupada com a situação, “ disse Amador.

    Entretanto o xerifado do Condado de Essex já ofereceu uma recompensa de 10 mil dólares que possa ajudar a desvendar o crime de que foi vítima Agostinho Sousa.

    Qualquer informação sobre o crime deve ser fornecida pelo tel. 877-847-7432.