Placas de deficientes só com aprovação de médico da cidade e do conselho municipal

1713

A lei que permite a colocação de sinais de deficientes nas ruas foi revista a pedido dos vereadores Augusto Amador e Aníbal Ramos.

Assim, a partir de agora, vai ser requerida a quem solicita ou renova as referidas placas que seja presente a uma junta médica à qual deverá estar presente um médico da cidade e que seja funcionário do Departamento de Saúde. Todas os formulários de candidatura serão revistos pelo Conselho Municipal para aprovação ou revogação.

Esta situação é bem vinda pela comunidade que, no passado, tem feito várias críticas ao abuso da utilização das placas, sobretudo no Ironbound onde existem inúmeras que são abusiva- mente usadas por pessoas não se qualificam para as usar.

• Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 4ª feira, 11 de Julho de 2018.