NJ Transit cobra as tarifas mais caras dos Estados Unidos

    1087

    NJT

    O sistema de transporte ferroviário da New Jersey Transit detém as tarifas mais elevadas de transportes pendulares em todo o país.

    O estudo da Associação de Passageiros Ferroviários de New Jersey sustenta que, em quatro de seis categorias, as tarifas do NJTransit são elevadíssimas, sobretudo os passes mensais, que são o género mais comum de quem usa o combóio diariamente para se fazer transportar de casa para o emprego e vice-versa.

    Os pendulares do NJ Transit viajam 48 milhas entre Nova Iorque e Princeton e custam 414 dólares por um passe mensal, maior do que a tarifa de 377 dólares mensais que um passe do Long Island Rail Road que percorre 49 milhas entre Nova iorque e Smithtown. Segundo o estudo, os pendulares do MetroNorth cobram 407 dólares por mês para uma viagem de 52 milhas entre Nova iorque e Brewster, Conn.

    Na Califórnia, uma viagem de 47 milhas entre Los Angeles e Moorland custa no Metrolink, 321 dólares mensais, de acordo com o site do sistema. Uma viagem de 51 milhas, entre Washington DC e a estação de Leeland Road em Virginia custa 287 dólares por mês.

    “As tarifas da NJ Transit são historicamente elevadas em relação a outros sistemas de trânsito”, disse Len Resto, presidente do NJ-ARP, que disse que o grupo fez comparações de tarifas semelhantes no passado.

    Funcionários do NJ Transit foram críticos da análise, porque não querem dar uma visão completa de uma agência estadual com uma estrutura tarifária complicada.

    “A menos que se examine toda a nossa estrutura do sistema e das tarifas, esta análise é não é verdadeira e consegue ser enganosa”, disse Nancy Snyder, porta-voz da NJ Transit.

    O Massachusetts Bay Transportation Authority cobra 330 dólares mensais por um passe para uma viagem de 50 milhas, entre entre Boston e Fitchberg, refere a análise.

    A Riders Caltrain cobra 232 dólares por um passe mensal para 49 milhas entre San Francisco e San Jose.

    Um passeio de 51 quilómetros entre Nova Iorque e Fairfield, Connecticut, em serviço suburbano operado para esse estado pela Metro North surge com uma tarifa mensal de 362 dólares.

    Os passageiros do NJ Transit poderão enfrentar mais um aumento de tarifa este ano face às pespesas cada vez maiores que enfraquecem o sistema.

    “Eles têm que começar a estudar formas de reduzir os custos, e devem olhar para a empresa a longo prazo, evitar contratações e evitar salários milionários de seis dígitos”, dizem os críticos.

    “Há bilhetes que não são cobrados em todos os combóios. É preciso resolver também esse problema.”

    A NJ Transit tenta justificar estas críticas e menciona carruagens novas e modernas, algumas multi-níveis e autocarros mais novos, do que outros sistemas. A empresa refere ainda que a geografia de New Jersey é diferente de outros estados o que aumenta os custos, em comparação com outras linhas suburbanas que são mais regionais.

    A agência tem cerca de mil funcionários que ganham mais de 100 mil dólares anuais.