NEWARK, NJ: Sport Club Português celebrou o seu 93º aniversário

    1066

    IMG_0014

    No passado sábado, realizou-se a festa do 93o aniversário do Sport Club Português de Newark, New Jersey.

    A gala decorreu no salão nobre da sede do histórico clube e contou com a presença de cerca de 350 pessoas, entre elas o cônsul geral de Portugal em Newark Pedro Soares de Oliveira, o vereador do Bairro Leste da cidade de Newark Augusto Amador, o chefe da polícia da cidade Anthony Campos, a legisladora estatal Eliana Pintor Marin, Lígia de Freitas em representação do mayor da cidade Ras Baraka e outros dignitários, entre eles 12 antigos presidentes, que com a sua presença tornaram este aniversário ainda mais especial.

    Durante o evento foram homenageadas vários personalidades do clube como Glória de Melo, o rosto da Proverbo, secção cultural do clube, Alberto Veloso, director do Rancho Folclórico Camponeses do Minho, a secção de futebol do clube que uma vez mais obteve resultados excelentes na última época desportiva, e Domingos Fernandes, que foi distinguido com o diploma de Sócio Benemérito.

    Momento alto da noite foi também o excelente programa cultural. O primeiro grande momento viveu-se com a interpretação dos hinos dos Estados Unidos e de Portugal por crianças da Escola Luís de Camões, acompanhadas pela guarda de honra da PAPA, seguiu-se mais uma soberba actuação dos Camponeses do Minho versão adulta e infantil, e depois outra das grandes surpresas da noite a apresentação oficial do novo grupo de Bombos da comunidade “Os Tugas”.

    A noite encerrou com um excelente espectáculo de variedades que contou com a actuação de Pedro Botas e Kimberly Gomes acompanhados pelas Guitarras do Atlântico, com o espectáculo a encerrar com a portentosa performance do artista Eduardo Marques, que encerrou assim uma gala onde a excelência gastronómica também marcou presença através de um esmerado serviço do restaurante Sol-Mar.

    Nuno Ferreira, presidente da direcção, começou por agradecer a presença de todos, referindo de seguida “o espírito que une a família do Sport Club Português, os seus directores e todos aqueles que ao longo de 93 anos vivem e sentem o clube como um elo de ligação ao Portugal que não se esquece”, referindo depois “as secções deste clube que mantêm viva as nossas tradições e a nossa cultura”.

    A gala, superiormente dirigida por Jack Costa, foi excelente e contribuiu uma vez mais para distinguir o trabalho do Sport Club Português, como baluarte da cultura e das tradições portuguesas nos Estados Unidos.