NEWARK, NJ: João S Martins expõe Mãos Livres no BANIF na Ferry Street

    1222

    DSC_0025

    O poeta João S Martins também é artista de gosto refinado. Escultor de mérito como pode ser visto na sua exposição “Mãos Livres” patente ao público até final deste mês de Junho na dependência do BANIF na Ferry Street.

    “São algumas dezenas de peças que construí nos últimos anos,” afirma Martins que herdou do pai o gosto pela escultura. “Eu gostava mas não ligava até que um dia decidi frequentar um atelier de arte em Warren, NJ e apaixonei-me,” adianta.

    As peças que João S Martins expõe mostram desde guitarras a livros e sobretudo mãos. As dele, do pai e da mãe, num significativo tributo ao “homem das mãos verdadeiras — o pai, artista de elevado mérito sem educação artística mas que conseguiu através do seu talento natural confeccionar o que viu na vida com precisão e consistência artística.

    “A guitarra demorou cerca de nove meses a criar, trabalhando 3 ou 4 horas ao sábado, foi um projecto com a guitarra e as mãos do Resendes, mas foi um trabalho muito positivo, afirma referindo-se a duas mãos e a uma guitarra portuguesa de tamanho quase proporcional.

    “Na minha colecção particular tenho mais de 500 peças e algumas do meu pai,” conclui com vontade que o seu trabalho seja partilhado e visto.

    O espaço escolhido para esta exposição é cedido gentilmente pelo BANIF, o banco português na Ferry Street, o aproveitamento de um espaço morto para dar visibilidade a uma exposição de altíssima qualidade. Um exemplo que recomendamos ao tecido comercial para que seja possível mostrar a cultura.

    João S Martins está de parabéns a representar bem e de uma forma original a cultura portuguesa.