Newark em 3º lugar no “ranking” dos homicídios

    1219

    Newark policiee

    O número de homicídios em 2013, colocou Newark perto do topo da lista das cidades dos Estados Unidos com níveis mais elevados de crimes violentos.

    De acordo com o relatório anual do FBI, divulgado na semana passada, a chamada “Brick City” teve um índice de homicídios de 40 por 100 mil pessoas, o que colocou a maior cidade de New Jersey em terceiro lugar no país atrás apenas de Detroit e Nova Orleans, e à frente de outras metrópoles notoriamente violentas, como St . Louis, Baltimore e Oakland.

    Newark registou 112 assassinatos no ano passado, de acordo com o relatório, que foi o maior número de homicídios ocorrido desde 1990.

    O número representa uma ligeira discrepância com os valoraes citados pela polícia da cidade, não obstante os padrões do FBI para homicídios serem ligeiramente diferentes dos aplicados pelas autoridades locais.

    Os homicídios figuram entre 3516 “crimes violentos” na cidade, que resultaram numa taxa de 1.264 por 100.000 pessoas.

    A polícia relatou 79 mortes até agora, durante 2014, cerca de 15 por cento menos do que em relação ao mesmo período do ano passado.

    A taxa de outros crimes, como roubo, furto e roubo de automóveis também registaram diminuições significativas este ano, enquanto o estupro, assalto agravado e roubo tiveram um ligeiro aumento, segundo a polícia.

    Newark tem visto geralmente entre 80 e 100 assassinatos nos últimos anos, com excepção de 2008, quando a taxa caiu para apenas 67.

    Em todo o país, a criminalidade violenta caiu cerca de 4,4 por cento durante 2013, enquanto os crimes contra o património diminuíram cerca de 4,1 por cento.

    Por sua vez, o FBI adverte que cidades no ranking, de acordo com estatísticas do crime, por vezes inoram a prática de condições que têm o potencial de criar “percepções enganosas que afectam negativamente entidades geográficas e os seus habitantes.”

    A manipulação de números é pratica comum em muitas cidades americanas.