MÚSICA |… E o ‘Grammy’ foi para André Allen Anjos

    1217

    O músico André Allen Anjos, de 31 anos de idade, natural do Porto e radicado nos Estados Unidos da América, ganhou domingo a sua primeira estatueta ‘Grammy’ com a remixagem da faixa ‘Tearing Me Up’; o prémio, como se sabe, é considerado o Óscar da indústria discográfica. As cobiçadas estatuetas a representar um gramofone são atribuídas anualmente pela National Academy of Recording Arts & Sciences, que anunciou domingo os vencedores da sua 59ª edição. Tratou-se do segundo ano consecutivo em que Anjos foi nomeado; em 2016, o português concorrera na mesma categoria com o tema ‘Say My Name (RAC Remix)’, extraído do álbum ‘Odesza Featuring Zyra’.