Morte de estudante na Oliver Street School preocupa autoridades e encarregados de educação

    1289

    Oliver Street

    A comunidade do Ironbound esta preocupada com a morte de um jovem estudante de 6 anos de idade, aluno da escola da Oliver Street, na passada 5ª feira depois de uma primeira morte de um outro estudante da escola Luís Marin Munoz.

    Segundo dados avançados pelo departamento de saúde estatal a causa da morte da criança, cuja identidade ainda não foi revelada, mas que segundo dados apurados pelo Luso-Americano é de origem Equatoriana, está no vírus da Meningite. A mesma entidade avançou que a criança não ia a escola à cerca de 10 dias, com sinais de gripe acentuada e todas as pessoas que contactaram com a vitima já estão a ser monitorizadas. As autoridades escolares comunicaram o caso através de uma carta enviada aos encarregados de educação que se deslocaram a escola para apurar mais factos. Um dos encarregados que preferiu não ser identificado referiu, “tenho uma sobrinha a estudar aqui e devia ter sido convocada uma reunião”.

    Augusto Amador vereador do Bairro referiu, ter sido informado pelo superintendente das escolas que o informou que os departamentos de saúde de Newark e do Estado estão a fazer todos os esforços para regularizar a situação. “Temos uma reuniam marcada com os encarregados de educação, directores da escola e membros do departamento de saúde, pois os país têm questões que têm que ser respondidas”.

    Eliana Pintor legisladora estatal referiu: “Fomos informados que devido às escolas de Newark serem controladas pelo estado, cabe ao estado monitorizar todo este processo. Devido ao facto já pedimos uma monitorização federal de modo a garantir que as crianças sejam protegidas”.

    Zee Oliveira foi durante anos uma das caras da Associação de País da escola da Oliver e referiu que “os encarregados de educação estão preocupados e que a situação está a ser acompanhada atentamente.” A apreensão é a palavra de ordem na Escola da Oliver, onde estudam cerca de 35% de alunos portugueses. A adesão às aulas na passada 2ª feira foi de cerca de 90%.