Mónica Mendes vive sonho americano

1685

IMG_1305

Mónica Mendes, a jovem internacional portuguesa que representou a equipa semi-profissional do DC United e também a equipa feminina da Universidade de Brownsville, no Texas, onde se encontra a estudar Ciências do Desporto, passou, no passado fim-de-semana, por Newark, e participou mesmo na festa de Natal organizada pelo Ironbound Soccer Club. Sempre simpática, a jovem defesa-esquerdo da selecção portuguesa, também campeã nacional, europeia e mundial de karaté, conversou com o Luso-Americano, e falou da sua experiência nos Estados Unidos, onde o futebol feminino tem uma dimensão completamente diferente. Falou também dos seus objectivos e ambições de um dia se tornar profissional de futebol. Sobre o futebol feminino nos Estados Unidos, referiu: “O futebol feminino aqui tem outros níveis competitivos . Mesmo a nível universitário, o futebol é levado mais profissionalmente. Temos muito suporte técnico e não só, o que é muito bom, porque uma jogadora quando evolui individualmente o colectivo sai também beneficiado.” E concluindo: “Não podemos comparar a realidade aqui com a realidade portuguesa. A nível de treino e condições, as diferenças são abismais. Por isso quanto mais jogadoras tivermos em campeonatos como este, mais benefícios podemos levar à selecção, onde de facto temos atingido grandes objectivos.” A nível pessoal, a jovem quer terminar o curso. Tem uma bolsa de estudo até Maio do próximo ano, e depois quer realizar o sonho de “ser profissional de futebol”. Sobre isso, diz: “Estou consciente que estou num universo de oportunidades e quero aproveitar as mesmas. Recebi alguns convites para jogar em equipas semi-profissionais da Florida e de Washington. Optei por ir para o DC United onde treinei com a equipa principal, e onde consegui importantes resultados, como o segundo e terceiro lugares nos campeonatos semi-profissionais de sub-20. Ao mesmo tempo tenho recebido prémios individuais. Sei que com trabalho e dedicação posso atingir o profissionalismo.” Desde há cinco anos que são muitas as jogadoras portuguesas que imigraram. Mónica referiu a este propósito: “Eu vim estudar e fazer aquilo que mais gosto, jogar futebol. A mensagem que deixo aos mais jovens, e mesmo a outros de mais idade, é que temos que lutar pelos nossos objectivos, pois só assim podemos atingir resultados.” Mónica Mendes distribuiu sorrisos e autógrafos pelos muitos que já admiravam as suas qualidades futebolísticas. Depois deste contacto, por certo ficaram também apaixonados pela sua simpatia e maneira afável de ser.