KEARNY, NJ: 40 Anos de Abril celebrados na Escola Portuguesa da ACP

    2147

    OLYMPUS DIGITAL CAMERA

    Os 40 anos da Revolução de Abril foram comemorados na Escola Portuguesa de Kearny. Professores e alunos lembraram a histórica data com uma série de leituras, documentários e debates, ao mesmo tempo que se recordaram músicas , poemas e personalidades da época.

    A revolução dos cravos, desconhecida para a grande parte dos jovens alunos, marcou a sua presença nas salas de aula com todo o seu simbolismo e o valor imenso da liberdade foi analisado e revisto pelos jovens estudantes que no seu imaginário perceberam a dificuldade de viver sem ela.

    Iveta Salvador, uma das professoras da escola, referiu que “as limitações do regime vigente por altura da revolução de Abril trouxe à discussão temas como a diferença de oportunidades para rapazes e raparigas, a proibição ao acesso a certos bens de consumo, a determinadas músicas, conteúdos literários ou cinematográficos para além do impedimento à informação e à educação prenderam a atenção e elevaram o debate”, referindo de seguida “por sua vez as noções de fascismo, censura, prisão política e guerra colonial mostraram-se pouco populares nos jovens de hoje para quem o Portugal presente continua a ser um pais de um límpido céu azul e horizontes largos, onde o mar e as gaivotas, os cravos e as papoilas mais do que símbolos afinal são e serão sempre sinais claros de liberdade”.

    Na escola Portuguesa de Kearny viveu-se Abril, gritou-se liberdade e porque não viveu-se e gritou-se também Portugal com nome de flor e senha musical.