Jovem portuguesa encontrada morta na sua casa em Farmingville, NY

    5334

    Monica

    Segundo a polícia do Condado de Suffolk, a mãe de duas crianças de 6 e 9 anos, foi encontrada morta na sua casa em Farmingville, NY.

    Monica Lino, portuguesa de 36 anos, natural de Alcobaça, teria sido “vítima de violência.”

    O corpo sem vida de Mónica foi encontrado pelo sobrinho cerca das 3 horas da tarde de domingo.

    A princípio a polícia não revelou a forma como é que Mónica Lino foi morta ou que tipo de arma foi usada, mas na manhã de ontem terça-feira um comunicado dava conta que a jovem tinha sido assassinada à facada. Aguardam-se ainda outros resultados da autópsia ao cuidado do departamento forense do Condado de Suffolk.

    Dois vizinhos que vivem na cave da casa não se encontravam em casa na altura do incidente e já foram ouvidos pela polícia não tendo sido considerados suspeitos no caso.

    A investigação tornou-se mais complicada com a descoberta do carro de Monica, um Volkswagen Jetta preto, encontrado acidentado num parque de estacionamento em Merrick, junto a um supermercado.

    Alguns clientes do mercado referiram à polícia que o veículo se encontrava no local desde a manhã de domingo. Outro pormenor importante é que as placas de matrícula do carro se encontravam tapadas.

    Segundo uma tia de Mónica Lino, os filhos da vítima encontram-se de férias em Portugal ao cuidado de familiares. O marido de Mónica ter-se-ia suicidado há alguns anos e actualmente Mónica teria uma relação.

    Uma vizinha de Mónica disse à polícia ter “um mau pressentimento” em relação ao indivíduo com quem Mónica Lino saia.

    “Só o comecei a ver há duas semanas mais ou menos e não me incutiu nenhuma confiança,” disse Mary Tanzi aos jornalistas que aguardam confirmação se o homem é considerado suspeito pelas autoridades. Por enquanto não foram efectuadas detenções e as investigações policiam continuam. Qualquer pessoa que possua informação relevante é favor contactar o Departamento de Homicídios pelo tel. 631-852-6392 ou telefonar anonimamente para o Crime Stoppers (1-800-220.TIPS.)

    A morte violenta de Mónica Lino causou um grande impacto na comunidade.

    “Era muito boa pessoa e é triste,” disse Tanzi. “Morreu ainda muito jovem.”

    Outro vizinho, Doug Perro disse; “Era uma boa amiga, uma boa mãe e é uma vergonha, espero que encontrem quem a matou.”

    Na passada segunda.feira, poucas horas após o crime a polícia anunciou ter detido um indivíduo, Charles Pray, de 34 anos, a quem acusou de ser o homicida.

    Pray é veterano da Marinha americana tendo servido a bordo do USS Constellation e já tinha antecedentes criminais.