Gala da PALCUS em Maryland teve grande adesão e muito significado

    866

     

    IMG_3133

    A 18ª Gala da PALCUS, teve lugar no passado sábado no Oxon Manor, em Oxon, Maryland, perante centenas de convidados e amigos.

    A festa teve como convidado de honra, o Presidente do Governo regional dos Açores, Vasco Cordeiro, tendo sido ainda homenageadas figuras distintas das comunidades portuguesas.

    Para além de Cordeiro, estiveram presentes, o Embaixador de Portugal em Washington, os deputados pela imigração, Maria João Ávila e Carlos Páscoa, Nancy Rodrigues, Secretária da Administração de Virgínia, Vasco Rato, Presidente da FLAD, representantes da TAP e da SATA, o senador Daniel da Ponte, Cônsul de Portugal e esposa, Márcia de Sousa, vice-cônsul de Portugal em Providence entre outros convidados.

    Na sexta-feira, o Embaixador de Portugal, Nuno Brito ofereceu uma recepção na sua residência em Washington aos premiados.

    De acordo com Fernando Gonçalves Rosa, director Executivo da PALCUS, “a recepção correspondeu às expectativas e foi mais uma prova cabal do envolvimento da PALCUS nos interesses bilaterais de Portugal com os Estados Unidos e vice.versa,” disse.

    O principal homenageado da noite, Vasco Cordeiro, no seu discurso defendeu que o país não deve desperdiçar o grande potencial que representam os Açores e as suas Comunidades Emigrantes para o fortalecimento da relação centenária existente entre Portugal e os Estados Unidos da América. Nesse sentido, destacou a postura desenvolvida pela PALCUS e por outras instituições e personalidades, como é o caso do Embaixador de Portugal em Washington, Nuno Brito, que têm “trabalhado de forma louvável, envolvendo e conjugando vontades para bem dessa relação centenária entre Portugal e os Estados Unidos da América”.

    Relativamente ao Prémio de Liderança Internacional que recebeu, Vasco Cordeiro considerou que, mais do que sinalizar a conduta de um homem, pretende “destacar as lutas, as conquistas e os desafios de todo um Povo, no caso concreto, do Povo Açoriano”.

    Foram também entregues três bolsas de estudo a Horácio Martins Oliveira, Matthew D. Setters e Kayla Silva Setters.