Família portuguesa já deu dois polícias e três bombeiros a Nova Iorque

    1566

    Pouco tempo depois da destruição das Torres Gémeas, em 2001, na baixa de Manhattan, o luso-americano José Costa tornava-se agente do NYPD. Era, assim, o primeiro membro de uma família portuguesa do Minho que já contribuiu com dois polícias e três bombeiros para a cidade de Nova Iorque.

    “Quando vou para o trabalho não tenho em mente o perigo ou o risco que a minha profissão envolve”, afirma o luso-descendente de 37 anos, que, antes da admissão ao NYPD (New York Police Department), foi técnico socorrista; hoje tenente dos bombeiros, está afecto à brigada Engine 291/Ladder 140 – no bairro de Ridgewood, em Queens, onde cresceu e onde ainda vivem os pais, os emigrantes Manuel e Angelina da Costa.

    • Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 4ª feira, 8 de Novembro de 2017.