Ex-Mayor de New Orleans durante o “Katrina” condenado a 10 anos de prisão por corrupção

    918

    Nagin

    O ex-presidente da câmara de Nova Orleans Ray Nagin, o político que se tornou empresário e rosto mundial da cidade após o furacão Katrina, foi condenado a 10 anos de prisão.

    Nagin, de 58 anos, está obrigado a apresentar-se na penitenciária federal do Tennessee no próximo dia 8 de Setembro.

    Nagin está também condenada a pagar uma indemnização de 82 mil dolares, po ter sido considerado culpado no passado dia 12 de Fevereiro de fraude, suborno e encargos sociais que envolvem crimes que ocorreram antes e depois do Katrina, tempestade que devastou a cidade em Agosto de 2005.

    Nagin, enfrentou uma possível sentença de 12 a 30 anos de cadeia mas acabou por ser condenado a 10 anos.

    O tribunal provou que Nagin aceitou centenas de milhares de dólares em subornos – dinheiro, viagens de férias e vários carregamentos de granito com destino a um negócio familiar – de empresários que pretendiam obter contratos da cidade logo a seguir ao furacão que assolou a cidade.

    O promotor solicitou ao tribunal uma longa pena de prisão alegando que Navin tinha sido considerado culpado de 20 das 21 acusações de que era alvo.

    O advogado de defesa de Nagin, Robert Jenkins pediu uma sentença mais leve. Argumentou que Nagin não tem antecedentes criminais e que se mostrava arrependido.

    “O senhor Nagin foi um pai dedicado, marido e filho preocupado com o bem estar da sua família, disse Jenkins.

    Jenkins também se referiu à sentença de 10 anos aplicada ao ex-governador Edwin Edwards acusado de um um esquema de corrupção pública de cerca de 5 milhões de dólares.

    Nagin recebeu várias cartas de apoio, inclusive de membros da sua família.