EUA | Vinho português eleito o Melhor do Ano pela revista ‘Wine Spectator’

    922

     

    Screen Shot 2014-11-14 at 11.45.20 AMA revista norte-americana ‘Wine Spectator’, uma referência mundial no sector, acaba de anunciar um Porto como o Melhor Vinho do Ano de 2014.  Trata-se do vintage Dow’s de 2011, que obteve 99 pontos em escala de 100, e que está à venda nos EUA por $82.

    O Dow’s é produzido em Pinhão, na região demarcada do Douro, pela família Symington, que desde 1882 se dedica à actividade vitivinícola. Com 2400 hectares de terreno, a família controla um dos maiores impérios da região, com 26 quintas.

    Das 5 mil caixas produzidas do Porto agora premiado, duas mil foram exportadas para o mercado norte-americano – adianta a ‘Wine Spectator’.

    Um outro vinho português da região demarcada do Douro, o Quinta do Vale Meão de 2011, ocupa o 4.º lugar na lista dos 100 melhores do ano de 2014 – divulgou ontem a ‘Wine Spectator’.

    A marca, da qual só se produziram 2300 caixas, obteve 97 pontos, em escala de 100, e custa $76 dólares a garrafa no mercado norte-americano.

    A ‘Wine Spectator’ publica a lista dos 100 melhores vinhos do ano desde 1988, selecção que é feita pelos seus editores junto de “milhares de marcas de todo o mundo.” A deste ano inclui 14 países e 3 estados norte-americanos.

    Para compilarem a lista de 2014, os editores da WS provaram 18 mil vinhos; só chegaram à lista os que obtiveram um mínimo de 90 pontos, e ainda assim extraídos de um grupo de 5.400 marcas.

    A lista completa é divulgada dia 17.

    As origens da Quinta do Vale Meão recuam ao ano de 1877, quando Antónia Adelaide Ferreira, já proprietária do maior património agrícola do Douro, comprou em hasta pública 300 hectares de terra virgem à câmara de Vila Nova de Foz Côa. Desde então, a quinta manteve-se sempre na posse dos seus descendentes e, a partir dos anos 70, foi o seu trineto Francisco Javier de Olazabal quem assumiu a sua gestão.