ESTADOS UNIDOS | Luso-americano nomeado aos ‘Student Academy Awards’ de 2014 da Academia de Artes e Ciências Cinematogáficas de Hollywood

    1034

     

    webcunhaO luso-americano Eric Cunha, de 24 anos, é um dos nomeados aos ‘Óscares’ para estudantes universitários que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood atribuem desde 1973. A lista de apenas 41 finalistas foi anunciada esta semana em Beverly Hills, na Califórnia, pela entidade que também atribui as famosas estatuetas douradas aos profissionais da Sétima Arte.

    Os ‘2014 Student Academy Awards’ são anunciados no final deste mês de Maio, mas a atribuição dos respectivos prémios é feita no dia 7 de Junho, sábado, às 6:00 da tarde, numa cerimónia de gala a ter lugar no DGA Theater em Hollywood. Os 46 Óscares estudantis são atribuídos às seguintes categorias: ‘Alternative’, ‘Animation’, ‘Narrative’, ‘Documentary’ e ‘Foreign Film’.

    Cunha concorre com a curta-metragem ‘Marcel’, que realizou em parceria com Seung Sung, em representação da School of Visual Arts de Nova Iorque – onde se formou em animação com concentração em 3 dimensões.

    Os membros da Acadeia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood vão agora votar para a atribuição de 3 prémios em cada categoria em competição, entregando assim medalhas de ouro, prata e bronze aos trabalhos finalistas – que representam 23 universidades norte-americanas e ainda 10 estudantes de instituições superiores de ensino estrangeiras.

    O prestígio dos ‘Óscares’ para estudantes universitários foi preponderante para a carreira de realizadores como Robert Zemeckis, Trey Parker e Spike Lee.

    “Foi um choque para mim”, confessou Eric Cunha em entrevista exclusiva ao jornal LUSO-AMERICANO, falando da sua reacção à nomeação. “É realmente uma honra saber que fomos seleccionados. Acho que eu e o meu colega fizemos um trabalho óptimo com o nosso filme, mas ser incluído entre os finalistas aos ‘Óscares’ para estudantes é realmente muito gratificante.”

    Eric Cunha, que completa 25 anos em Agosto, terminou o curso de animação com concentração em criação a 3 dimensões na Escola de Artes Visuais em Manhattan há 2 anos; exerce agora as funções de director técnico numa produtora audio-visual em Nova Iorque, a Nathan Love, onde está à frente de inúmeros projectos e do aperfeiçoamento de efeitos especiais.

    O jovem profissional luso-americano nasceu em Union, New Jersey; o pai emigrou de Vila Nova de Cerveira, distrito de Viana do Castelo, Minho, e a mãe da Murtosa, ambos no ano de 1969, fixando-se no bairro português do Ironbound, na cidade de Newark. “Vivemos em Union até eu completar 9 anos e então mudámos para Rockaway, também em New Jersey, onde estive até ir para a universidade em Manhattan”, conta Cunha, referindo-se à School of Visual Arts.

    O luso-americano descobriu o cinema por via da prática do skate. “Gostava muito de andar de skate e é normal, nesse meio, fazerem-se vídeos para se mostrar o talento no ramo. Tinha 14 anos e já estava obcecado com a captação e edição de imagens – passei noites sem fim a aperfeiçoar-me. Aos 16 anos estava no liceu e já sabia que queria seguir animação. Foi ao entrar na School of Visual Arts que descobri a vertente a 3 dimensões, o que acabou por ser a minha grande paixão.”

    Ver lista de nomeados aqui: http://www.oscars.org/press/pressreleases/2014/20140502.html