ESTADOS UNIDOS | Actor português vai estrear peça em Nova Iorque com encenação da Saudade Theatre Company

    1221

     

    10363798_639717382783083_3015014433147206011_nA peça ‘The Pillowman’, do dramaturgo Martin McDonagh, vai estar de 17 a 23 de Junho deste ano no Access Theater de Nova Iorque, em off-off Broadway – encenada pela Saudade Theatre Company. O grupo foi formado pelo actor lisboeta Filipe Valle Costa, de 27 anos, natural de Cascais mas radicado nos EUA, e a nova encenação chega ao palco da ‘Big Apple’ com o apoio do Arte Institute de Manhattan (as entradas são grátis).

    A formação da primeira companhia portuguesa de teatro profissional em Nova Iorque é obra a que o actor quer dedicar tempo e esforço, acreditando ser possível criar mais um veículo de promoção cultural ao seu país na ‘Capital do Mundo’.

    Valle Costa descobriu cedo a inclinação para a arte de Talma.”A minha escola primária, Escolinha Tia Ló, direccionava-se muito para as artes”, conta o actor em entrevista exclusiva ao jornal LUSO-AMERICANO. “Com 9 anos representei várias peças infantis.”

    O lisboeta, contudo, decide-se pela carreira de actor ao juntar-se ao Grupo de Teatro de Letras, do encenador Ávila Costa, imediatamente antes de ter vindo para os Estados Unidos. “Foi o momento em que decidi render-me à minha paixão, paixão que na altura eu ainda nem bem sabia que existia em mim”, afirma. “Foi uma fase da minha vida cheia de descobertas, desafios e novas amizades, que me transformou completamente.”

    Há 8 anos nos Estados Unidos, Filipe Valle Costa licenciou-se em representação dramática e encenação na Graceland University, em Iowa; posteriormente obteve a sua licenciatura em teatro na Universidade da Flórida em Gainesville.

    Valle Costa sobe proa primeira vez como actor a um palco norte-americano com uma companhia profissional na Flórida, o ‘Hippodrome Theatre’. “A peça”, explica, “foi uma adaptação da história do Drácula. Depois fiz ainda mais sete ou oito peças com essa companhia – enquanto tirava o meu mestrado.”

    Já em Nova Iorque, o lisboeta integra o elenco de uma adaptação cinematográfica de Hamlet, que fará este verão o circuito dos festivais, e junta-se à encenação de ‘Love’s Labour’s Lost’, também de William Shakespeare – da companhia de teatro ’Shakespeare Forum’. “É um grupo de pessoas fascinantes”, diz. “Vou fazer agora outra peça com eles, ainda em Maio, ‘O Mercador de Veneza’, e, ainda integrado na mesma companhia, estou a dar aulas de técnica de teatro à Shakespeare em várias escolas de Manhattan.”