ELIZABETH, NJ | Por iniciativa do Vereador Manny Grova foi atribuída a Medalha ‘Purple Heart’ a um veterano da II Guerra Mundial

    982

    George 1

    Na passada segunda-feira o Congressista Albio Sires e o Vereador Geral Manny Grova, condecoraram um residente da cidade de Elizabeth, George Cygan, com a medalha Purple Heart pela sua coragem durante o tempo em que prestou serviço na II Guerra Mundial.

    Na cerimónia, que contou com Guarda de Honra, estiveram presentes a Deputada Annette Quijano, o Vereador Kevin Kiniery, o Vereador William Gallman, Jr., e a Comissária do Conselho de Educação, Maria Carvalho.

    “Tive a honra de participar, com o Vereador Manny Grova, na condecoração de George Cygan com a medalha Purple Heart, premiando-o pelo seu serviço no Exército dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial”, disse o Congressista Sires, acrescentando: “Hoje vamos fazer uma pausa para reconhecer George e todos os bravos militares da nossa nação que não só serviram na Segunda Guerra Mundial mas também em todos os conflitos da nossa nação”.

    Manny Grova, que teve a iniciativa para este acto de reconhecimento, em que colaboraram Ida Jave Mazza, Michelle Kidwell e Marcela Perritt, referiu:

    “Foi maravilhoso entregar ao Sr. George Cygan aquilo que lhe pertence. Enquanto houver homens e mulheres dispostos a servirem-nos e a protegerem-nos, estaremos sempre aqui para os apoiar. Em nome dos cidadãos de Elizabeth, aplaudo a contribuição e a dívida que temos para com o Sr. Cygan pelo que fez pela nossa nação, e desejo-lhe as maiores felicidades”.

    George Cygan foi membro da 28ª Divisão de infantaria na Segunda Guerra Mundial, tendo-se mantido activo no serviço militar por três anos. Serviu como operador de comunicações, e foi condecorado com a Medalha de Bronze de quatro estrelas pela sua boa conduta. Foi ferido em combate no Luxemburgo, em 1944, o que o afastou das fileiras durante 16 dias.

    A Divisão de Infantaria 28 entrou no Teatro de Operações Europeu (ETO), em 8 de Outubro de 1943. Após o treinamento adicional em Southampton, Inglaterra, a Divisão desembarcou na Normandia, França, em 22 de Julho de 1944, e imediatamente entrou em combate perto de St. Lo.

    Após a fuga da Normandia, a Infantaria 28 desfilou nas ruas de Paris e em 29 de Agosto de 1944 começou a dirigir-se em direcção à Alemanha, através do Luxemburgo, e em 2 de Novembro alcançou a Huertgen Forest. Pouco depois entrou na batalha do Bulge onde sofreu muitas baixas. No início de Janeiro de 1945 mantiveram-se nas posições defensivas ao longo do rio Meuse, e em Fevereiro estavam de volta à ofensiva.

    ‘Purple Heart’

    A Purple Heart (Coração Púrpura) é uma condecoração militar dos Estados Unidos, outorgada em nome do Presidente a todos os integrantes das Forças Armadas que sejam feridos ou mortos durante o serviço militar, desde 5 de Abril de 1917.

    A condecoração original, com o nome de Distintivo do Mérito Militar, foi instituída por George Washington, então comandante do exército continental, em 7 de Agosto de 1782. Inicialmente foi concedida a apenas três soldados durante a Guerra da Independência, caindo em desuso depois de seu término. Apesar de nunca ter sido abolida, a condecoração não foi mais proposta até depois da I Guerra Mundial, quando em 1927 o Congresso recebeu um pedido do comando do exército para revivê-la, mas negou a proposição.

    Em janeiro de 1931, o general Douglas MacArthur, então ocupante do cargo de chefe do estado-maior do exército, o mais alto posto da força, confidencialmente encomendou um novo desenho para a medalha, baseado no bicentenário de nascimento de George Washington.

    Uma especialista heráldica do exército foi encarregada dos estudos para a criação do novo desenho, baseada nas especificações de MacArthur, do que se tornaria a medalha Purple Heart. Por ordem executiva do Presidente dos Estados Unidos, a mesma foi instituída em homenagem à memória e às conquistas militares de Washington em 22 de fevereiro de 1932.

    Como a concessão da medalha era retroactiva a 5 de Abril de 1917, o dia anterior ao que os EUA entraram na I Guerra Mundial, o general MacArthur, ferido nesta guerra, foi o primeiro a recebê-la.

    Actualmente com 94 anos de idade, George Cygan foi apanhado de surpresa e não conteve as lágrimas quando se apercebeu do que se iria passar.

    Reside no Elmora Hills Healthcare and Rehabilitation Center, em Elizabeth, onde é muito conhecido e acarinhado.