ELIZABETH, NJ | Maria Carvalho venceu eleições para o ‘Board of Education’ Ana Maria Amin e Paulo Perreira completam a lista de vencedores

    1227

    BE 5

    A luso-americana Maria Carvalho, o luso-venezuelano-americano Paul Perreira e a colombiana Ana Maria Amin foram os vencedores das eleições para o Board of Education da cidade de Elizabeth que decorreram na passada terça-feira.

    Em causa estava o preenchimento de três lugares para os quais havia seis candidatos, dois deles à procura da reeleição, o que deixava prever um despique muito renhido que afinal pela diferença de votos não foi assim tão acentuado.

    Os resultados ainda eram provisórios no fecho desta edição, mas os vencedores estão apurados e qualquer reajuste não vai interferir. Assim, da equipa de Maria Carvalho saíram dois vencedores, ela própria e Ana Maria Amin, o terceiro vencedor, Paul Perreira, fazia parte da equipa adversária.

    O candidato mais votado foi Ana Maria Amin, que recebeu 4,655 votos, segui-da de Maria Carvalho com 4,548 e Paul Perreira com 3,690. Por parte dos vencidos Rafael Fajardo somou 3,525 votos e Stefano Calella 2,959. Refira-se que ao candidato Malik Jackson, da equipa de Maria Carvalho, foram atribuídos 4,478 votos, mas por questões técnicas que envolvem votos pelo correio o vencedor foi Paul Perreira.

    Não houve surpresas de maior nestas eleições, mas é de realçar a vitória de Maria Carvalho e Ana Maria Amin, que concorreram pela primeira vez, enquanto Paul Perreira terá beneficiado do facto de se tratar de uma recandidatura. O que talvez não constasse nas previsões foi o desaire do veterano Rafael Fajardo, há muitos anos ligado ao Board of Education e que depois de uma pausa foi chamado para finalizar o mandato de um membro que deixou o cargo antecipadamente.

    Para Stefano Callela, foi mais uma tentativa sem resultado.

    Quanto a Maria Carvalho, sem dúvidas que a comunidade portuguesa, que muito a apoiou, vai sentir-se mais forte e vai colaborar nas suas iniciativas.

    Durante a campanha referiu frequentemente que “Não se trata de uma candidatura política, mas sim contribuir para que nas nossas escolas não falte o apoio e os métodos de ensino que melhor contribuam para a formação dos nossos jovens”.

    A residir na cidade de Elizabeth desde os quatro anos de idade, sempre envolvida em actividades comunitárias e com a experiência que vem adquirindo há mais de 25 anos como funcionária pública, são atributos que muito poderão contribuir para o seu bom mandato de três anos