ELIZABETH, NJ: Cerca de 3.500 docentes num evento de Desenvolvimento Profissional

    952

    Escola 2

    Cerca de 3.500 docentes das escolas públicas de Elizabeth encheram completamente o Dunn Sports Center na manhã da passada quinta-feira onde decorreu um evento de Desenvolvimento Profissional centralizado nos níveis de trabalho, expectativas e características que envolvem a missão do professor.

    Abriu a sessão o presidente do Board of Education, Tony Monteiro, que saudou a assistência e enalteceu o bom trabalho que está a ser levado a cabo nas escolas públicas de Elizabeth, fruto dos educadores e todos quantos estão relacionados com o sistema de ensino.

    Por parte da Panasonic Foundation usou da palavra Larry Leverett descrevendo a continuação das diligências iniciadas em Janeiro pelo consultor sénior da referida Foudation, Andrew Gelber, e pela superintendente Olga Hugelmeyer, quanto à melhor forma de o distrito avançar com a consecução da missão e visão para as escolas públicas de Elizabeth.

    Também na sua intervenção a superintendente destacou que tudo está a ser feito para garantir que cada criança tenha a oportunidade de alcançar a excelência na aprendizagem para todos os alunos que pode ser conseguida através da equidade para todos os estudantes.

    O mesmo e outros temas foram abordados pelo membro do Board of Education, Rafael Fajardo, a que deu continuidade Donald Gonçalves, “Assistant Business Ad-ministrator”.

    O orador principal foi o professor e escritor Dr. Pedro Noguera, que numa longa palestra falou sobre as componentes do próximo nível no distrito escolar, incorporando temas centrais do seu próximo livro “Excelência através da equidade”.

    O Dr. Noguera é um sociólogo, cuja erudição e investigação centra-se sobre as formas em que as condições sociais e económicas, bem como as tendências demográficas locais, regionais e globais, influenciam o desempenho e o funcionamento das escolas.

    O distrito escolar de Elizabeth conta com cerca de 4 mil professores e assistentes para 26 mil alunos, o quadro de pessoal não docente é de cerca de mil funcionários.

    O orçamento para este novo ano escolar é de cerca de $500 milhões.