ELIZABETH, NJ | Casa de Trás-Os-Montes e Alto Douro celebrou o seu 23º aniversário

    1135

    Montes 41 copy

    A Casa de Trás-Os-Montes e Alto Douro celebrou no último sábado, 22 de Novembro, o seu 23º aniversário. A festa de celebração teve lugar no Portuguese Instructive Social Club (PISC), com lotação esgotada, muita música e muita animação.

    Foi mestre-de-cerimónias o jornalista Luís Pires que fez as respectivas apresentações e chamou ao palco o maestro Kevin Resendes que com o seu clarim tocou os hinos nacionais a abrir formalmente o acto cerimonial.

    No seu discurso de boas-vindas o presidente da organização aniversariante começou por relembrar que “Foi há 23 anos que a nossa Casa de Trás-Os-Montes e Alto Douro (CTMAD) deu os primeiros passos”, acrescentado que “Quero nesta hora louvar todos aqueles que a ajudaram a nascer e a fizeram crescer, alguns já falecidos perante cuja memória me curvo em sinal de admiração e pesar”. Terminou deixando um “Obrigado por estarem entre nós e estou certo de que não saireis defraudados desta festa que nós fizemos para todos comemorarmos o vigésimo terceiro aniversário”

    E chegou a altura de apresentar o convidado especial, que foi o homenageado da noite. Trata-se do também transmontano José Armando Tavares, industrial de construção civil estabelecido no estado de Virgínia. O presidente Heitor traçou em breves palavras o perfil do homenageado, a quem entregou uma lembrança, o qual agradeceu e deixou o desejo de muitos sucessos para a Casa de Trás-Os-Montes.

    Após a bênção da refeição pelo Padre Nuno foi servido o jantar, e chegou o momento de satisfazer a curiosidade da assistência: a apresentação da artista convidada. Foi com muitos aplausos que a cançonetista Ágata foi recebida no palco, o que se repetiu em cada actuação. A artista cantou os maiores êxitos da sua carreira, alguns a avivar a memória de quem ao longo dos anos a tem acompanhado, outros menos conhecidos mas a tocar o romantismo sobretudo no sector feminino, com ela própria a manifestar-se como mulher romântica. A artista despediu-se com a assistência de pé a pedir “bis”, e juntou-se à mesma para ser cumprimentada e assinar os CDs.

    Foi uma boa festa de aniversário onde transmontanos e não trasmontanos conviveram e cantaram em coro os parabéns.

    A Casa de Trás-Os-Montes e Alto Douro foi fundada no dia 5 de Novembro de 1991 em Newark, com propósitos bem mais alargados do que congregar apenas conterrâneos residentes em New Jersey. Promover o intercâmbio com a região transmontana é um dos seus principais objectivos, mas os gestos humanitários também fazem parte da sua missão.