ELIZABETH, NJ: Benedictine Academy preparou alunas para período de eventual criminalidade

1410

BA 2

A realização do Super Bowl foi um importante evento que trouxe inúmeras oportunidades para a área, mas também muitos desafios. Se a muitas pessoas que vieram de vários países do mundo foram dadas as boas-vindas, criou-se também o conceito de que nem todas viriam de boas intenções. A mais importante prova desportiva nos Estados Unidos mostrou em edições anteriores que é também um período em que durante as semanas que rodeiam o evento aumenta o tráfico humano. Os dois últimos, em Indianapoles (IN) e New Orleans (LA) ficaram marcados, neste aspecto, pelo aumento de prostituição e por um significante aumento de recrutamento de jovens, rapazes e raparigas para o mesmo fim. Atentos a esta situação o Governador Christie e o Procurador Geral John Hoffman implementaram medidas anti-tráfego a todos os níveis.

Também atentas à situação, as responsáveis da Benedictine Academy, uma escola só para meninas, levaram a efeito uma sessão com a firma especializada Say Something School Assembly Program durante o qual alunas, professoras e responsáveis tomaram conhecimento de possíveis medias a tomar perante situações de gravidade.

Mais pormenores na edição impressa 2/7/14