ELIZABETH, NJ: Angariação de fundos para Igreja da Gafanha da Encarnação esgotou lotação do PISC

1311

Gaf5

Decorreu no último sábado no salão de festas do PISC a festa de angariação de fundos para a Igreja Paroquial da Gafanha da Encarnação, que contou não só com lotação completamente esgotada como também com muitas pessoas que aguardavam o lugar que não conseguiram, de acordo com a organização.

Esta foi a segunda festa de angariação de fundos organizada para o efeito – ajudar nas elevadas despesas com as obras de recuperação e beneficiação da referida Igreja – a anterior decorreu há cerca de um ano também com muito sucesso.

A organização esteve a cargo de um numeroso grupo de conterrâneos que mais uma vez não olharam a esforços para com a ajuda de outros conterrâneos e amigos contribuírem de forma a que a dívida seja liquidada ou pelo menos amortizada em curto espaço de tempo.

Vindos da Gafanha da Encarnação marcaram presença o Padre César Fernandes, e António Ricardo Caçador, considerado o braço direito dos párocos responsáveis da paróquia e o grande dinamizador das campanhas de angariação de fundos que também decorrem do outro lado do Atlântico.

Na sua intervenção o Padre César, que pelo que apreciámos é pessoa muito querida e popular entre os naturais das Gafanhas lá e cá, não só pela sua função eclesiástica como por outros factores de relevo que numa próxima edição iremos desvendar, saudou a assistência, agradeceu a sua presença e falou da bonita Igreja que é o enlevo da população.

Em declarações ao Luso -Americano António Ricardo Caçador disse que o motivo da sua deslocação foi pura e simplesmente para ajudar na organização da festa e trabalhar com os seus colegas no serviço de mesas e em tudo o que fosse necessário. Homem do mar que passou por todos os trabalhos na pesca do bacalhau desde os botes até terminar como capitão do navio, António Caçador encontra-se na situação de reforma e com mais tempo disponível para se dedicar a outras tarefas relacionadas com a Igreja, nomeadamente nos trabalhos da sua recuperação.

Segundo nos adiantou, as obras já estão completas e importaram em 740 mil euros obtidos através de empréstimos, dos quais falta pagar cerca de 250 mil. Reconhece o esforço dos conterrâneos aqui residentes e o seu apego aos assuntos da terra, o que em conjunto com os que lá residem inspirou toda a confiança para avançar com o projecto, e continuam a ser um dos seus grandes suportes.

Os dois visitantes regressaram na segunda-feira a Portugal, não antes de o Padre César deixar a sua maior gratidão não só pela forma como foram recebidos, como para toda a comunidade portuguesa aqui radicada e muito particularmente para todos quantos de uma ou outra forma contribuíram para o sucesso desta festa.