Conselho Municipal de Newark incapaz de apresentar e aprovar orçamento

    4640

    new cuty hall

    O novo Mayor de Newark tomou posse sem orçamento aprovado para 2014, o mesmo se pode dizer do Conselho Municipal que uma vez mais foi incapaz de revelar o seu plano fiscal para o próximo governo.

    Na semana passada, o orçamento não foi apresentado porque o município não tinha quorum.

    “Infelizmente, algumas pessoas não foram capazes de estar aqui”, disse a presidente do conselho da cidade Mildred Crump.

    Os vereadores dos Bairros Oeste Ron Arroz, Leste, vereador Augusto Amador, Bairro Norte, Aníbal Ramos e at-large vereador Carlos Gonzalez não compareceram à reunião.

    Além de Crump, os vereadores do Bairro Sul e ainda autarca eleito, Ras Baraka, vereador at-large John Sharpe James e vereador Darrin Sharif estiveramna reunião da passda semana.

    Tanto Baraka como Crump pediram à administração do ainda autarca Luis Quintana a apresentação de um orçamento antes dos novos representantes da cidade tomarem posse na passada terça-feira, mas não foi possível.

    “Ainda vamos ter de negociar com o Estado de qualquer maneira”, disse Baraka em entrevista há algumas semanas.

    Mas os membros do conselho afastaram até agora apresentar o orçamento alegando que tal deve ser o trabalho da nova administração.

    “É passar a bola”, disse o vereador Carlos Gonzalez. “Penso que não deve ser da responsabilidade de quem está de saída.”

    O vereador do Bairro Norte também concorda argumentando que a proposta de um orçamento deve ser da responsabilidade de Baraka.

    “Já estamos há seis meses nesta situação. Qual é a pressa agora? “, disse Ramos em comunicado.” Prefiro esperar mais algumas semanas para permitir que a administração Baraka possa colocar o seu próprio selo neste orçamento”.

    Os vereadores Ron Rice, Augusto Amador e Carlos Gonzalez também se confessam preocupados com algumas das projecções das receitas no orçamento.

    No dia 24 de Junho, o gabinete do administrador da cidade Julien Neals forneceu aos vereadores uma cópia da versão interna da cidade do orçamento de 2014. Contudo, os vereadores precisam de ter acesso à versão que é enviada para o estado para revisão, antes de a poder votar. Essa versão chegou tarde aos vereadores.

    O orçamento proposto esboça um plano de gastos para a cidade que totaliza cerca de 510 milhões de dólares não incluindo a receita que é enviada para o sistema público de ensino.

    O orçamento proposto também aumenta a taxa de imposto sobre a propriedade de $2,953 a $ 3,090 para cada US $100 de valor de avaliação.

    Em Abril, as autoridades indicaram a existência de um défice de 93 milhões de dólares para 2014, facto que torna difícil a eleboração de um orçamento.

    A Lei estadual exige que o Mayor proponha um orçamento de 7 de Fevereiro até 14 de Março, segundo as autoridades da cidade.

    Mas a cidade, assim como outros municípios, muitas vezes atrasam-se.

    A primeira reunião do conselho deverá abordar o orçamento.