Conferência de imprensa e reunião pública no Sport Club Português debateram plano de limpeza da EPA e futuro do rio Passaic

    1137

    IMG_3612

    Na passada quarta-feira, decorreu no Sport Club Português uma reunião pública organizada pela Agência de Protecção Ambiental (EPA) que apresentou à comunidade os traços gerais do plano de limpeza do Rio Passaic, ao mesmo tempo que deu voz à comunidade em relação a possíveis opiniões a ter em consideração.

    Esta foi a primeira de três reuniões que a EPA pretende realizar. A segunda reunião decorrerá em Kearny no auditório da escola Franklin no próximo dia 21 de Maio, e a terceira realizar-se-á em Belleville, durante o mês de Junho, em data a anunciar.

    Antes da reunião decorreu uma conferência de imprensa organizada por uma aliança de grupos comunitários liderados pela Ironbound Community Corporation (ICC) e onde marcaram presença o presidente da Câmara Luís Quintana e o vereador Augusto Amador, entre outros líderes comunitários.

    Na conferência de imprensa, Joseph Della Fave, director executivo da ICC referiu, “com este plano de limpeza os residentes de Newark vão estar mais próximos do rio. Este plano de limpeza deve começar imediatamente e o seu custo deve ser assumido por aqueles que provocaram esta situação. Como organização apoiamos o plano da EPA a 100%. Para a revitalização da cidade e do bairro, para que seja feita a justiça ambiental que este bairro merece, e para que o rio possa prosperar este plano de limpeza deve começar imediatamente”.

    Augusto Amador e Luís Quintana referiram “os benefícios económicos para comunidade e os benefícios de uma relação forte entre o rio e a cidade”, mostrando o” seu apoio a este projecto e esperando ver responsabilizados aqueles que contribuíram para esta situação”.

    Durante a reunião comunitária a EPA apresentou as opções de limpeza do rio. A organização realizou um estudo sobre as 8 milhas inferiores do Rio Passaic onde o plano de limpeza irá incidir, e avaliou três diferentes opções de limpeza cujo objectivo principal passa pela remoção de sedimentos contaminados, cerca de 4.3 milhões de jardas cúbicas, suficiente para encher um estádio de futebol duas vezes. Entre as substâncias a ser removidas contam-se dioxinas altamente tóxicas e 35 mil libras de mercúrio , 15 mil libras de PCB e 2 mil libras do pesticida DDT. Esses sedimentos serão transportados por comboio, e depois processados de forma hidráulica numa estação apropriada.

    Ao mesmo tempo será formada uma cobertura sintética que cobrirá no leito do rio outras 5.4 milhões de jardas de sedimentos contaminados. Essa cobertura permitirá também uma completa navegação e uma plataforma de drenagem com vista a evitar inundações.

    Esta proposta tem também um cariz preventivo com vista a elucidar as populações sobre o perigo de consumir peixe e marisco existentes no Passaic. Esta proposta pode, a longo prazo, reduzir riscos de cancro e outras doenças inerentes a elevados níveis de poluição, ao mesmo tempo que incluiu um plano de manutenção e monitorização.

    Mais informações sobre as diferenças nos planos apresentados podem ser conseguidos no website http;//www.ourpassaic.org .

    Os residentes podem também enviar comentários e sugestões por correio electrónico até ao próximo dia 21 de Julho através do email Passaiclower8MileComments.Region2@epa.gov