Comissão do Luso-American Veterans Monument reuniu e delineou estratégias

1094

Aspecto da reuniao

Na passada quarta-feira, decorreu na sede da Associação de Comandos mais uma reunião da Luso-American Veterans Monument, a comissão que está empenhada na construção de um monumento de homenagem a todos os soldados luso-americanos que pereceram ao serviço da nação. O monumento deverá ser construído no Independence Park, vulgo “Parque dos Mosquitos”, bem no coração da comunidade portuguesa na cidade de Newark. Nesta reunião marcaram presença algumas das personalidades que se responsabilizaram pela iniciativa, tendo sido decidido que o monumento deverá ser mais abrangente e passar também a englobar todos os luso-americanos que participaram em conflitos onde os Estados Unidos estiveram envolvidos. Depois do importante passo dado com a apresentação do projecto as autoridades do condado e da cidade, a comissão aproveitou esta reunião para estabelecer normas referentes ao concurso e aos níveis de comparticipação financeira de modo que o monumento seja uma realidade. Recorde-se que o objectivo da comissão é inaugurar o monumento dentro de 18 meses. Para atingir esse objectivo, até ao final do mês estará disponível um website de suporte à comissão, onde todos os interessados podem obter informações referentes a participação ou comparticipação no projecto. Também no mesmo website estarão delineados as regras do concurso de selecção, que segundo acordado estará aberto a artistas e profissionais de todo o mundo. Segundo a comissão organizadora, esse processo de selecção deverá estar concluído num prazo de três meses. Nesta reunião foram ainda discutidas medidas relacionadas com a composição do júri, ao mesmo tempo que foram reestruturados os comités previamente criados, tendo sido decidido que o professor Joseph Rendeiro será o secretário da corporação criada e que trabalhará directamente com o comité executivo da comissão. Jorge Ventura, da comissão referiu, “hoje demos passos bastante importantes de modo a colocar em prática a primeira fase do projecto, que passa pelo lançamento do concurso e pela delineação dos níveis de comparticipação e selecção de júris. Quero ainda referir que toda a comunidade está convidada a participar consoante as suas possibilidades. Iremos utilizar a Internet e os meios de comunicação para divulgar o nosso projecto. Assim, dentro de um prazo de ano e meio, contamos inaugurar um monumento que por certo será um orgulho para a comunidade portuguesa e fortalecerá ainda mais a nossa presença numa terra que nos acolheu como nossa”.