Boehner admite que reforma imigratória será ainda este ano

    766

    Boehner

    John Boehner, líder do partido na Câmara, diz a doadores de campanha que está “determinado a reformar a imigração este ano”, e o deputado Goodlatte confirma que o tema será debatido em Junho ou Julho.

    Durante uma cerimónia para angariar fundos de campanha, em Las Vegas, no mês passado, o líder da maioria na Câmara (Speaker of the House), John Boehner (R-Ohio), afirmou estar “determinado” a acabar com o impasse da reforma imigratória ainda este ano, de acordo com que declararam à imprensa vários dos presentes no encontro.

    Outro parlamentar, Bob Goodlatte (R-Va.), disse a um grupo de empresários de Silicon Valley que estava optimista quanto ao assunto. Goodlatte deixou antever que a Câmara deve considerar de cinco a sete projectos ligados à reforma, e o assistente de um outro parlamentar disse que o processo estará pronto em Junho ou Julho.

    Existe uma boa oportunidade de Boehner estar a dizer aos contribuintes de campanha aquilo que estes querem ouvir.

    A divisão no Partido Republicano é em grande parte entre os contribuintes de campanha e as instituições estabelecidas – que defendem uma política favorável a mudanças que incluam uma reforma imigratória, para garantir o futuro junto ao eleitorado latino – e a base de extrema direita, que apoia medidas ainda mais restritivas à imigração.

     

    Por outras palavras, Boehner pode estar a dar a entender o que ele próprio pensa de uma reforma imigratória. Analistas republicanos já disseram que a luta aceso de Boehner é com a facção mais radical do seu Partido que é contrária a uma reforma imigratória alargada.