Autoridades perseguem quem vende “food stamps”

    899

    Food

    O Departamento da Agricultura dos Estados Unidos persegue activamente quem comete fraudes no sistema público de segurança social.

    Um dos objectivos da agência governamental é identificar quem vende “food stamps”. Alguns beneficiários do sistema iludem o governo alegando terem perdido os seus cartões de débito que o governo lhes fornece, obtendo outros em seu lugar, mas os cartões foram vendidos no mercado negro por valores inferiores ao total atribuído naqueles cartões.

    Para combater a fraude o USDA vai solicitar aos estados que supervisionem o programa de assistência familiar, identificando quem se queixa de ter perdido os seus cartões com mais frequência, emitindo um aviso nos casos reincidentes. Se existirem indícios graves de fraude os estados irão informar as autoridades federais para que se proceda criminalmente sobre os reincidentes.

    “Declarar quatro vezes a perda de um cartão, dá a entender haver fraude, “ referiu um responsável da agência.

     

    O Programa de Assistência de Nutrição Alimentar é o maior do género no país, de apoio a famílias com poucas posses. O processamento do apoio é feito através de cartões de débito que os recipientes podem usar para adquirir bens de primeira necessidade. Em 2013, o programa custou aos contribuintes 76.4 biliões de dólares, prestando ajuda acerca de 47 milhões de famílias, num total mensal de cada família de $133.