New Jersey distribui “Baby Boxes” para evitar mortes de bebés

0
766

New Jersey é o primeiro Estado dos EUA a adoptar um programa de distribuição de caixas de papelão (baby boxes), que servem como berços, a famílias de recém- nascidos e futuros pais.

A ideia, que surgiu na Finlândia na década de 1930, tem se divulgado pelo mundo como uma forma de reduzir a mortalidade no primeiro ano de vida do bebé.

O chamado Síndrome de Morte Súbita do Lactente (SMSL) define-se como a morte abrupta e imprevisível de um bebé aparentemente saudável, para a qual não se encontra qualquer explicação após uma investigação completa. Também é conhecido como a morte no berço, porque normalmente acontece enquanto o bebé dorme. O SMSL é uma das principais causas de morte dos bebés. A maioria das vezes acontece nos primeiros quatro meses de vida.

Para receber uma caixa, os pais/futuros pais, residentes no estado de NJ podem registrar-se gratuitamente online em babyboxuniversity.com. Durante o registo ser-lhes-á pedida informação de contacto válida assim como um endereço postal. De seguida terão que assistir a um pequeno filme com a duração de 10 a 15 minutos e fazer um pequeno teste de modo a obter um certificado, que é concedido com base no desempenho do teste.

As caixas podem ser levantadas num dos centros de distribuição mais próximo da sua área de residência ou podem ser enviados para um endereço postal.

Há 75 anos, todas as mulheres grávidas na Finlândia recebem um kit de maternidade do governo. O kit finlandês inclui uma caixa com roupas, lençóis e brinquedos, e a ideia é que a própria caixa seja usada como cama durante os primeiros meses de vida do bebé.

Muitos acreditam que o kit ajudou a Finlândia a alcançar uma das mais baixas taxas de mortalidade infantil do mundo.

• Para mais pormenores, ASSINE a edição online. Ou compre a edição impressa de 6ª feira, 24 de Março de 2017.